Buscar

Nasce o quarto filhote de anta livre na natureza depois de 100 anos de extinção no Rio de Janeiro

Graças aos esforços para trazer de volta esse magnífico animal às matas fluminenses, hoje temos 12 antas vivendo livre, sendo que dessas, quatro já nasceram em liberdade.




Na última quinta-feira, as equipes dos projetos Refauna e ANTologia registraram mais um filhote de anta. As antas estavam extintas do estado do Rio de Janeiro e vem sendo reintroduzidas desde 2017 na área do Parque Estadual dos Três Picos e Reserva Ecológica de Guapiaçu, em Cachoeiras de Macacu. Graças aos esforços para trazer de volta esse magnífico animal às matas fluminenses, hoje temos 12 antas vivendo livre, sendo que dessas, quatro já nasceram em liberdade.

O filhote foi registrado andando com sua mãe em vídeo, no monitoramento por armadilhas fotográficas em uma área que foi reflorestada em 2013 pelo Projeto Guapiaçu. É o segundo filhote nascido esse ano, e deve ter entre 4 e 5 meses de idade. Um dos aspectos que torna a reintrodução de antas desafiadora é a reprodução lenta desses animais. A gestação dura 13 meses, para o nascimento de um único filhote, que depois de nascer acompanha sua mãe por cerca de um ano e meio. Por isso cada nascimento é muito comemorado pela equipe, e a sobrevivência desses filhotes é nossa maior recompensa e indicativo de sucesso do trabalho de reintrodução.

A felicidade com o nascimento de mais um filhote de anta veio acompanhada de muita apreensão. As armadilhas fotográficas registraram no mesmo local e no mesmo dia que o filhote passou com sua mãe, dois caçadores armados passando pela trilha. Infelizmente, imagens de caçadores têm se tornado cada vez mais comuns em nossos monitoramentos. Isso é um reflexo da política de flexibilização de licenças para armas de fogo, que fez aumentar em 474% o número de registro de CACs nos últimos anos, de acordo com o Anuário de Segurança Pública. Um dos problemas do aumento expressivo do acesso às armas de fogo é pôr em risco nossa fauna, incluindo espécies ameaçadas de extinção, e a equipe que está constantemente em campo. É triste para os que trabalham pela conservação da biodiversidade, mas seguimos nessa luta, torcendo pela segurança desse filhote de anta e de todos os animais silvestres que enriquecem nossas florestas.

A reintrodução das antas é uma iniciativa do Refauna e Projeto ANTologia, com financiamento de Furnas, parceria da Reserva Ecológica de Guapiaçu e apoio da Secretaria de Educação de Cachoeiras de Macacu.


4 visualizações